Ao entrar em uma loja de brinquedos na Nigéria, país da África, praticamente só é possível encontrar bonecas brancas.

Sabendo disso, o empresário nigeriano Taofick Okoya, 44, resolveu criar o projeto "Queens of Africa" ("Rainhas da Africa", em português) e produzir bonecas negras.

 


"Comecei a fazer bonecas porque vi a necessidade de inspirar e encorajar crianças africanas. Trabalhamos para tornar as bonecas negras aceitáveis para as meninas, com a esperança de fazê-las mais felizes com a sua cor", disse, por e-mail, à "Folhinha".

"Gerações ao longo dos anos não têm percebido o impacto psicológico que as bonecas causam na vida das crianças. Nessa idade, decisões e ações sofrem muita influência externa", diz.

Ele próprio só percebeu esse impacto quando sua filha nasceu. "Esse padrão de beleza ocidental pode levar à falta de confiança", afirma.

O projeto começou efetivamente em 2007 e, hoje em dia, vende de 4.000 a 9.000 bonecas por mês.

"Queremos inspirar meninas africanas na Nigéria e em todo mundo com o poder da informação e da educação", conta.

O empresário espera que possa focar nos meninos também. "Mas, no momento, as meninas são prioridade, porque elas amadurecem mais rápido do que os rapazes e estão expostas a mais discriminação."

Taofick tem interesse em expandir a venda para outras partes do mundo. "Estamos negociando com uma grande empresa de brinquedos e realiza vendas online, o que garante que todos os interessados possam ter acesso a nossas bonecas", afirma.



Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/folhinha/2014/08/1507521-nigeriano-cria-linha-de-bonecas-negras-para-inspirar-meninas-africanas.shtml?cmpid=%22facefolha%22